Marketing e sua estratégia pós COVID-19

Marketing e sua estratégia pós COVID-19

As consequências da pandemia e a agitação empresarial parecem ser impossíveis de prever no momento. De uma coisa temos absoluta certeza, nada será como antes. Estamos prestes a vivenciar um novo normal, diferente do que estávamos habituados a ver e viver, mais digital, mais conectado e muito mais ágil. 

Nosso papel enquanto líderes é saber quais dessas mudanças permanecerão e se perpetuarão em nossas vidas e em nossas empresas. Uma das grandes ilusões advindas da crise é que esse não é o momento certo de se pensar no futuro diante da grande incerteza do curto prazo. No entanto, essa incerteza torna ainda mais imprescindível pensarmos no que virá depois. 

Planos estratégicos longos já não nos servem mais. Essa crise que vivemos, catalisou diversas tendências pré-existentes, nos forçando a desenvolver planos emergenciais de semanas e não mais de anos como fazíamos anteriormente. 

Em uma pesquisa feita pela Duke University, situada na Carolina do Norte, com quase três mil líderes de marketing de empresas americanas, aponta que a volta normal do consumo pode levar de seis meses a dois anos dependendo do segmento econômico, tendo como fator preponderante a transformação digital de empresas B2C e B2B. 

A grande maioria dos CMO’s pesquisados (85%), demonstrou um crescente interesse e valorização de ofertas digitais por parte dos consumidores. Movimento esse, que além de trazer visibilidade digital, vem atrelado à uma expressiva atração de novos clientes, um público consumidor que não seria atingido se não fosse pela transformação digital. 

Realizada em maio deste ano, a pesquisa demonstra também um crescimento de 42% das vendas online, passando a representar quase 20% das vendas totais das empresas pesquisadas, tendência que permanece em curva ascendente. Dois terços dos líderes pesquisados transferiram recursos com a intenção de criar interfaces digitais com foco no seu novo público alvo, bem como na experiência gerada ao cliente nesse mundo digital. 

Percebemos então uma mudança significativa em nossos papéis de liderança, adotando uma mentalidade mais online e menos off-line. Mudanças que trazem consigo fortes reflexões, como por exemplo: 

  1. Por mais quanto tempo meu modelo de negócio é sustentável? 
  2. Que disrupções irão afetar minha empresa no curto prazo? 
  3. Que modelo de negócio digital posso criar para matar meu modelo tradicional atual?
  4. Qual o % da minha receita devo destinar para investir em estratégias online

Refletir com sua equipe para dar respostas a essas perguntas é de fundamental importância para nos perpetuarmos enquanto empresa no novo mercado, nesse novo normal. A área de marketing sofreu uma grande alteração tanto no desenvolvimento de seu papel dentro da empresa, como na sua importância para o sucesso do negócio.

Diminua o zoom, olhe seu negócio de cima, entenda o contexto mercadológico que você está inserido, perceba os movimentos dos maiores players e transmita tudo isso de forma clara para sua equipe, gerando propósito e senso de pertencimento, afinal, será através da colaboração e união que passaremos mais fortalecidos por esse momento tão desafiador. 

Eduardo Hamdan 
CMO – Gomes de Matos Consultoria